Quem é Ciro?

O senador Ciro Nogueira Filho (PP/PI) é empresário, graduado em Direito pela PUC do Rio de Janeiro. Foi deputado federal por quatro mandatos e chegou ao Senado aos 42 anos de idade. No Senado, foi eleito para a Mesa Diretora por duas legislaturas consecutivas. Ocupou o cargo de Quarto-Secretário durante o biênio 2011/2012 e atuou como Terceiro-Secretário, no período de 2013 a 2014.

Na Câmara dos Deputados foi Segundo-Vice-Presidente (2005-2007), assumindo também, conforme determina o Regimento Interno, a função de Corregedor da Casa. No biênio 2007-2009 foi eleito Segundo-Secretário e atuou como Quarto-Secretário de 2001 a 2005.

Enquanto Corregedor da Câmara, Ciro conduziu com imparcialidade diversas comissões de sindicância, entre elas as que investigaram o recebimento ilegal de dinheiro por parte de parlamentares (mensalão/2005) e a venda superfaturada de ambulâncias com emendas do Orçamento da União (escândalo das sanguessugas/2006).

Assumiu a presidência do Partido Progressista (PP) em 2013, sendo reeleito em 2015 e novamente em 2017, para mandatos de dois anos.

Iniciativas

Na Câmara, apresentou, em 2006, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 521/06, que proíbe a progressão da pena para condenados por crime hediondo. A luta para tornar mais rígida a pena para os que cometem esse tipo de delito continua no Senado.

Em 2011 Ciro apresentou o PLS 93/2011 que estabelece a identificação genética de criminosos condenados por crimes hediondos e violentos contra a pessoa. Por sua importância e repercussão para a segurança pública e para a proteção da vida, a iniciativa de Ciro virou lei (nº 12654/2012) no ano seguinte. A nova legislação tornou possível a criação de um banco nacional de DNA que pode ser consultado pelas polícias e pela justiça e que ajuda nas investigações e torna mais rápidas as soluções criminais.

Em 2012, o senador Ciro buscou apoio para direcionar duas importantes demandas do Piauí. A revitalização do Rio Parnaíba, com o projeto SOS Parnaíba, foi discutida com membros da organização ambiental WWF nos Estados Unidos. O senador apresentou uma cartilha com as proposições em favor da preservação do Rio Parnaíba. Durante o encontro, o senador mostrou também o trabalho realizado na Serra da Capivara, importante sítio arqueológico localizado no sul do estado e reconhecido pela UNESCO como o Berço do Homem Americano.

Participação e Modernidade

No Senado, Ciro prioriza 11 metas assumidas durante a campanha e que fazem parte de uma agenda construída democraticamente com a participação da sociedade. O senador trabalha por melhorias para as áreas de segurança, saúde, educação, moradia, turismo, capacitação profissional, infraestrutura, agricultura e meio ambiente. Ciro também tem como prioridade a elaboração de políticas para melhorar a qualidade de vida das mulheres, de idosos, adolescentes e jovens.

A determinação, o empenho e a juventude de Ciro são marcas de sua atividade parlamentar, que ele faz questão de divulgar por meio das mídias sociais da internet e em contatos com os cidadãos piauienses em constantes reuniões com as bases.

Pensando no desenvolvimento do Piauí, o senador trabalha para ampliar investimentos em infraestrutura, para incentivar a produção industrial e para o setor de agronegócios que tem papel fundamental no crescimento econômico do Piauí.

Em seis anos de mandato, Ciro trabalhou intensamente priorizando as metas assumidas com o povo piauiense e com o Brasil. Nesse período, relatou 167 projetos e apresentou 158 proposições, sendo que 86 delas projetos beneficiam idosos, contribuintes, jovens, deficientes, protegem o meio-ambiente, incentivam o trabalho e fazem mudanças importantes nos setores de educação, infraestrutura e segurança. Ciro também prioriza a apresentação de propostas de abrangência social e econômica para tornar melhor a vida do cidadão brasileiro.

Por seu trabalho no Congresso, Ciro está, há vários anos, na lista “Cabeças do Congresso” que classifica os 100 parlamentares mais influentes do País e é elaborada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Legislativa (Diap). São incluídos na publicação senadores e deputados que apresentam uma série de atributos específicos como, por exemplo, capacidade de conduzir debates, negociações, votações, facilidade para conceber ideias, formar posições, elaborar propostas e liderar a tomada de decisões.

Além do PLS 93/2011, já convertido em lei, o empenho de Ciro no legislativo já resultou em mais 7 projetos aprovados no Senado e enviados à Câmara dos Deputados.

São eles: O PLS 460/2011 que caracteriza como prática abusiva a exigência de garantia para a realização de procedimentos médicos e hospitalares em situação de urgência e emergência.

O PLS 422/2015 para determinar que as operadoras de cartões de crédito informem, de maneira ostensiva e adequada, o valor da taxa de juros incidente sobre o pagamento do valor mínimo das faturas.

O PLS 664/2015 que tipifica como crime o induzimento, instigação ou auxílio à automutilação de criança ou adolescente. Desse modo, o adulto que cometer o crime, seja pessoalmente ou por meio de chats, grupos ou redes sociais de internet poderá ser condenado a até seis anos de prisão, nos casos mais graves, variando de acordo com a intensidade da ação.

O PLS 105/2011 para incluir os serviços de pequenos escritórios de advocacia na tabela do Simples Nacional e o PLS 257/2011 que determina a gratuidade da primeira emissão da carteira de identidade.

O PLS 18/2012 que impõe nova regra para a oferta de descontos nas tarifas e preços dos serviços de telecomunicações. O projeto prevê que usuários beneficiados com descontos na tarifa deverão ser informados sobre o término dos descontos com antecedência mínima de 30 dias.

E ainda o PLS 361/2011 que estabelece a isenção do Imposto de Importação e do Imposto sobre Produtos Industrializados incidentes sobre impressoras de caracteres Braille. Uma iniciativa importante porque a produção de documentos impressos pelo Sistema Braille beneficia milhares de brasileiros que sofrem de deficiência visual severa e fazem uso desse tipo de publicação para ter acesso à educação, lazer, trabalho, religião e saúde.

Participação em Comissões

A atuação de Ciro nos trabalhos legislativos inclui a participação em comissões temáticas, subcomissões, conselhos, grupos, frentes e projetos, dentre os quais destacam-se:

  • Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania – CCJ (titular)
  • Comissão de Assuntos Econômicos – CAE (titular)
  • Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo–CDR (suplente)
  • Comissão de Educação, Cultura e Esporte – CE (suplente)
  • Comissão Mista de Mudanças Climáticas
  • Comissões para Exames de Medidas Provisórias
  • Subcomissão Permanente para o acompanhamento das atividades da Eletrobrás Distribuição
  • Subcomissão Permanente do Desenvolvimento do Nordeste
  • Subcomissão Permanente das micro e pequenas e do empreendedor individual
  • Subcomissão Permanente sobre as obras de preparação para a seca (CIPOSECA)

CPIs

CPI do Futebol

Conselhos

  • Conselho de Ética e Decoro Parlamentar
  • Conselho do Diploma Mulher Cidadã Bertha Lutz
  • Conselho do Diploma José Ermírio de Moraes

Outras Participações

Projeto Jovem Senador

Frentes Parlamentares

  • Frente Parlamentar da Agropecuária
  • Frente Parlamentar do Pró-gás Natural
  • Frente Parlamentar de Defesa do setor de serviços
  • Frente Parlamentar Ambientalista
  • Frente Parlamentar de Combate ao Contrabando e Falsificação
  • Frente Parlamentar do Biodiesel
  • Frente Parlamentar da Defesa do Turismo
  • Frente Parlamentar de Combate às Drogas
  • Frente Parlamentar da Infraestrutura Nacional

Grupos Parlamentares

  • Grupo Brasileiro da União Interparlamentar (Presidente)
  • Grupo Parlamentar Brasil/Azerbaijão
  • Grupo Parlamentar Brasil/Dinamarca
  • Grupo Parlamentar Brasil/China
  • Grupo Parlamentar Brasil/Irlanda
  • Grupo Parlamentar Brasil/Espanha
  • Grupo Parlamentar Brasil/Servia, entre outras