Foi desarquivado, nesta terça-feira (26), o projeto (PLS 186/2014) do senador Ciro Nogueira que legaliza e regulamenta o funcionamento dos chamados jogos de azar no Brasil. O sistema do Senado arquivou a proposta automaticamente no final do ano passado por ter sido apresentada em uma legislatura anterior. Para o senador, a regulamentação dos jogos vai dar ao Brasil condições de gerar receita para uma área carente de recursos no país: a segurança pública.

“Vemos todos os dias uma escalada na violência em nossas cidades. Tenho sempre dito que o problema da segurança do Brasil não é falta de leis, é falta de recursos para financiar o combate ao crime”, destacou Ciro.

De acordo com o parlamentar, com a legalização, os jogos podem gerar uma receita de mais de R$ 20 bilhões ao ano através da cobrança de impostos e geração de empregos. Ciro defende que esses recursos sejam destinados a um fundo nacional de segurança pública. O senador ainda ressaltou que o debate não se trata da existência ou não dos jogos de azar no país.

“Os jogos já estão em cada esquina das nossas cidades, movimentando grandes quantidades de dinheiro, sem nenhum retorno para os brasileiros. O que estamos propondo é a regulamentação de uma atividade que já existe para que esse dinheiro possa ser convertido em mais segurança para todos”, defendeu.

Ciro apontou a geração de mais de 600 mil empregos e o desenvolvimento do turismo em todo o país como outros benefícios da proposta. Ao ser desarquivado, o projeto retoma a tramitação no mesmo ponto, na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.