Quando no próximo dia 8 de maio o Hospital Getúlio Vargas (HGV) realizar cirurgias cardíacas, coroa-se um trabalho de, pelo menos três anos, do senador Ciro Nogueira e da deputada federal Iracema Portella, em Brasília, pela liberação de recursos que permitiram a compra de equipamentos para a sala de cirurgia cardíaca.

Esse avanço se deve, também, ao esforço e dedicação da ex-diretora do HGV, Fátima Garcez e do deputado estadual Pablo Santos, ex-presidente da Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares.

Os recursos do Ministério da Saúde garantidos pelo trabalho parlamentar de Ciro Nogueira e Iracema Portella somam cerca de R$ 4 milhões. Esse considerável valor financeiro vai trazer grande benefício pois, quando se iniciaram as tratativas para a chegada dos recursos, havia 100 pacientes na lista de espera por uma cirurgia cardíaca.

A demanda reprimida por cirurgias cardíacas no Estado existe porque a sala de cirurgias própria para esses procedimentos, no Hospital Getúlio Vargas, esperava pelos equipamentos há mais de uma década.

Essa espera estava chegando ao fim em junho de 2018. Naquele mês, em reunião  com o então ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e na presença do senador Ciro Nogueira e da deputada Iracema Portella, a Dra. Fátima Garcez, que era diretora do Hospital Getúlio Vargas, deu um depoimento emocionado:

“O senhor [ministro Gilberto Occhi] não imagina o que nós estamos vivendo, enquanto gestora e técnica… Faz nove anos, ministro, que esta sala está lá, com a estrutura física montada, precisando desses equipamentos. Eu não estou nem acreditando e só tenho muito a agradecer. É de extrema importância para a gente”.

Na ocasião, o ministro Occhi assegurou que seriam feitas as análises para a aquisição dos equipamentos para que fossem retomadas as cirurgias cardíacas no HGV, lembrando ser necessário reconhecer o trabalho do senador Ciro Nogueira e da deputada Iracema Portella para destravar a liberação de investimentos em saúde pública de alta qualidade.

Agora, está concretizado. O Hospital Getúlio Vargas (HGV), em Teresina, vai receber equipamentos para a realização de cirurgias cardíacas, suprindo a demanda para esse tipo de procedimento no Piauí.

Com isso, o Estado ganha uma nova opção para a realização desse tipo de procedimento, que é feito atualmente apenas no Hospital Universitário.

MAIS AÇÕES EM SAÚDE

Essa é só parte da atuação de Ciro Nogueira. No ano passado, emendas parlamentares do senador destinaram, no primeiro semestre de 2020, pelo menos R$ 34 milhões a 183 municípios piauienses, auxiliando no enfrentamento à pandemia da covid-19.

O senador atuou também para ampliar o número de leitos de UTI, necessários para atender pacientes com a doença. Em junho de 2020, o Ministério da Saúde habilitou 30 novos leitos de UTI para tratamento de pacientes graves da Covid-19 no estado.

Somente para Teresina, ainda em junho de 2020, o senador Ciro Nogueira assegurou que fossem repassados mais R$ 24 milhões, do Ministério da Saúde.